Translate

quinta-feira, 2 de março de 2017

Por que as pessoas falam mal das outras?

Falar mal de alguém é uma forma de revelar sua alma. Não é a toa que ao apontarmos um dedo para alguém três deles ficam voltados contra nós.

Falamos mal do presidente que chegou ao posto mais alto e dissemos que ele é burro, não tem estudo, não tem porque ser presidente, mas você já parou para pensar que muitas vezes quem fala é alguém que talvez até estudou muito, mas a única coisa que ele conseguiu é ser gerente de uma pequena loja, e o seu suposto oponente tornou-se presidente do país. Ou seja tem alguma coisa errada e não é naquele que chegou a presidência, pois ele mostrou que sabia o que queria, mas no gerente que fala mal, pois quando você fala mal de alguém pode está revelando o RX (raio X) dá sua alma.
Falar mal revela frustração pessoal com o lugar do outro, trabalho do outro, sucesso do outro. E tudo que mais satisfaz o detrator e quando o outro comete falhas, pois assim ele descarrega todo o seu veneno. O falador quando encontra alguém que o apóia eles fazem uma aliança contra o alvo de suas insatisfações. Daí constroem uma aparente amizade entre dois frustrados para falar de uma terceira pessoa e com essa nova amizade seus diálogos parecem éticos, pois não é mais segredo o que sente pelo outro, daí a razão de afundarem cada vez mais em suas próprias frustrações.
Falar mal faz mal a ambos os lados, faz mal a vítima pois expõe sua reputação e gera prejuízo moral ou até financeiros e tambem faz mal a quem fala, pois revela sua inveja, raiva, incompetência e desejo mórbido de ver o outro destruído.
Lance fora de ti o falador, pois a este até Deus abomina. PV.6.13-18
Saiba que só existe fofoqueiro porque há quem ouça. Livre tua alma dá amargura, fuja da inveja, bendizei os maldizentes, vença o mal com o bem. Não queira ter como aliado quem vai te levar para longe de Deus.


"Quem guarda sua boca conserva sua alma" PV.13.3

"Fale cada um a verdade ao seu próximo" EF.4.25
Deus te abençoe

Pr. Neemias Fagundes

domingo, 29 de janeiro de 2017

Grandes igreja pequenos negócios, pequenas igrejas Grandes negócios.

Ontem ministrei pela segunda vez uma palestra à pedido dá igreja local, uma comunidade evangélica de Quilombolas, numa área rural bem retirada dos centros. O que me tocou a escrever isto, foi o fato de terem me solicitado uma palestra sobre Missões, pois eles querem ganhar vidas para Cristo.
E ao chegar encontrei uma igreja pequena, mas lotada de todas as faixas etárias. Todos famintos por receber a palavra. Muitos adolescentes e jovens estavam presentes.
Não queriam nada supérfluo, não queriam carne ou comida, mas conhecimento de Deus para pregar a palavra.
Como cheguei ainda na luz do dia, pude perceber que as casas eram longínquas umas das outras, ninguém morava perto, (exceto a família onde a igreja está instalada no mesmo terreno), mas surgiram tanta gente, uma estrada ruim, muito barro, muitos moradores dá área ainda utilizam animais para se locomoverem. Porém muitos também já possuem seu carro.
Vamos direto ao que me chamou atenção. As igrejas que se reúnem nos centros urbanos, os seus encontros e temas, sempre voltados a oba, oba. Culto da vitória, culto dos empresários, culto de cura, palestra como ser bem sucedido na vida, mini isso, mini aquilo, culto com o caçador de enfermidades, noite do fogo. O que é isso? Bem disse Paulo, "vossas reuniões fazem mais mal do que bem"
Uma igreja numa área rural com casas tão distantes umas das outras, sem iluminação pública, com tanta coisa ainda para conquistar, vivendo o evangelho tal como Cristo comissionou, vivendo para perder sua vida e não salvá-la. Focados em gerar vidas e não finanças, cultos Cristocentricos. Quando cheguei encontrei ali uma igreja de joelho dobrados, aguardando o palestrante dá noite.
Ministrei a eles João 6.26-27 "Não sejas seguidores de pães e peixes"
Incentivando a trazer vidas a Cristo por Cristo e nada mais.
O meu apelo as igrejas das áreas urbanas é, voltem a ser igreja, fujam das técnicas de crescimento em massa, gerem vidas e não gado. Sejam corpo e não apenas uma organização. Fluam Cristo é apenas Ele em vossos cultos. Deem a igreja Cristo, é tudo que ela precisa. Evangelho não é salvar-se, mas perder para que outros sejam salvos. "Quem quiser salvar sua vida, perde-la-á" disse Jesus.

Pr. Neemias Fagundes

Meus blogs prediletos

Loading...