Translate

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Negue-se a si mesmo | #2



Por que devemos negar a si mesmo? Qual a razão de Jesus ter dito: "Para trás de mim satanás"? Quem é o nosso maior inimigo?

Conheça-te a ti mesmo e através da palavra de Deus.

Uma palavra de despertamento e posicionamento.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Gostaria de contratar um pregador "avivado"


Ontem durante o jantar após ter ministrado uma palavra de testemunho pessoal para a juventude, ouvi de um diácono no restaurante, o seguinte:
Uma pessoa o procurou em outra ocasião querendo um pregador para o seu evento. O que ele prontamente respondeu: se é para indicar um pregador vou indicar quem eu ouço sempre pregar na igreja o meu pastor Neemias. 
Então a outra pessoa respondeu: na verdade eu quero um pregador "avivado"!
Eu ouvi isso e com certeza lamentei que ainda em pleno século 21, após tantas informações teológicas ou bíblicas, ainda exista pessoas cegas no seu entendimento, a ponto de escolher como disse Paulo 2 Timóteo 4.3-4 "Porque virá tempo em que não sofrerão a sã doutrina, mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscência; e desviarão os ouvidos dá verdade voltando às fábulas"
A minha pergunta é, defina para mim o que é um pregador "avivado"?



São pregadores de jargões prontos, tipo:

"Receba, eu profetizo, solta aí uma rajada de línguas estranhas, eu determino, pisa na cabeça do capeta, labareda de fogo, estou vendo aqui nesta noite, olha o anjo aí, receba esta chave, vejo uma mala, tem gente com sinusite, renite, dor de cabeça, problema no coração, pressão alta e etc"
Triste ver o quanto há cegueira no meio cristão, admito que quando era menino, fiz coisas de menino, profetizei, exagerei, me entreguei a essas fábulas de menino, mas depois que passei a conhecer a Sã Doutrina (o ensino saudável) deixei as coisas de menino.
Como disse uma vez se Jesus estivesse em nossos dias não teria agenda, pois não seria um "pregador avivado", seu discurso era demorado e não tinha jargões. Se Paulo estivesse em nossos dias muitos jovens dormiriam com suas mensagens como o jovem Êutico Atos 20.9, Paulo não teria muita agenda entre os "pentecostais" sabe por que? Porque ele não era "avivado"!
Infelizmente este assunto ainda vai se arrastar durante algum tempo, pois se eles iriam chamar Jesus e Paulo de frios, formais, sorveteriano e etc. Ainda iriam dizer que ele não entende o "mistério"
Avivar é dá vida, despertar, trazer animo a quem está desanimado. Desanimar é (des ãnima) perder a alma, perder a vida, e você já viu alguém obter a vida de volta com gritos, jargões, frases de efeito e etc? Pergunte isso a um médico ou melhor ao Médico dos médicos. Veja se esse método funciona na medicina? Se não houver conhecimento de Deus e vida no Espírito de nada adianta todo o estardalhaço dá fé. Avivamento não é cair no Espírito, mas andar no Espírito, não é falar em línguas, mas segurar a língua, não é gritar eu determino mas poder dizer Seja feita a Sua vontade, não é ensinar a dá ondens em Deus, mas aprender a se contentar como Paulo Filipenses 4.11-13.
Estamos repletos de "avivados" nos púlpitos, mas adúlteros em seus corações, homens com aparência de piedade, mas negam a eficácia dela. Amantes de si mesmo, dos melhores lugares, corruptos. No púlpito é fácil parecer espiritual, falar em línguas, enganar o público falto de entendimento. Mas seremos julgados pelas iniquidades do coração e não pelos dons que possuímos. "Muitos dirão em teu nome..." e Ele dirá "apartai-vos de mim malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos" Mateus 7.22
A minha oração hoje é de Habacuque, aviva Senhor a sua obra, segundo o texto original é "tornar vivo", ou seja, traduzir visão em acontecimentos concretos. Em outras palavras tornar a palavra de Deus viva em mim, nas transformações que são geradas pelo Espírito Santo, na minha regeneração e isso só será possível quando tivermos o nosso entendimento iluminado pela verdade Efésios 1.18 e 5.14 (levanta-te dentre o mortos).
Sim este é o meu clamor Aviva Senhor!

Pr. Neemias Fagundes

quinta-feira, 2 de março de 2017

Por que as pessoas falam mal das outras?

Falar mal de alguém é uma forma de revelar sua alma. Não é a toa que ao apontarmos um dedo para alguém três deles ficam voltados contra nós.

Falamos mal do presidente que chegou ao posto mais alto e dissemos que ele é burro, não tem estudo, não tem porque ser presidente, mas você já parou para pensar que muitas vezes quem fala é alguém que talvez até estudou muito, mas a única coisa que ele conseguiu é ser gerente de uma pequena loja, e o seu suposto oponente tornou-se presidente do país. Ou seja tem alguma coisa errada e não é naquele que chegou a presidência, pois ele mostrou que sabia o que queria, mas no gerente que fala mal, pois quando você fala mal de alguém pode está revelando o RX (raio X) dá sua alma.
Falar mal revela frustração pessoal com o lugar do outro, trabalho do outro, sucesso do outro. E tudo que mais satisfaz o detrator e quando o outro comete falhas, pois assim ele descarrega todo o seu veneno. O falador quando encontra alguém que o apóia eles fazem uma aliança contra o alvo de suas insatisfações. Daí constroem uma aparente amizade entre dois frustrados para falar de uma terceira pessoa e com essa nova amizade seus diálogos parecem éticos, pois não é mais segredo o que sente pelo outro, daí a razão de afundarem cada vez mais em suas próprias frustrações.
Falar mal faz mal a ambos os lados, faz mal a vítima pois expõe sua reputação e gera prejuízo moral ou até financeiros e tambem faz mal a quem fala, pois revela sua inveja, raiva, incompetência e desejo mórbido de ver o outro destruído.
Lance fora de ti o falador, pois a este até Deus abomina. PV.6.13-18
Saiba que só existe fofoqueiro porque há quem ouça. Livre tua alma dá amargura, fuja da inveja, bendizei os maldizentes, vença o mal com o bem. Não queira ter como aliado quem vai te levar para longe de Deus.


"Quem guarda sua boca conserva sua alma" PV.13.3

"Fale cada um a verdade ao seu próximo" EF.4.25
Deus te abençoe

Pr. Neemias Fagundes

domingo, 29 de janeiro de 2017

Grandes igreja pequenos negócios, pequenas igrejas Grandes negócios.

Ontem ministrei pela segunda vez uma palestra à pedido dá igreja local, uma comunidade evangélica de Quilombolas, numa área rural bem retirada dos centros. O que me tocou a escrever isto, foi o fato de terem me solicitado uma palestra sobre Missões, pois eles querem ganhar vidas para Cristo.
E ao chegar encontrei uma igreja pequena, mas lotada de todas as faixas etárias. Todos famintos por receber a palavra. Muitos adolescentes e jovens estavam presentes.
Não queriam nada supérfluo, não queriam carne ou comida, mas conhecimento de Deus para pregar a palavra.
Como cheguei ainda na luz do dia, pude perceber que as casas eram longínquas umas das outras, ninguém morava perto, (exceto a família onde a igreja está instalada no mesmo terreno), mas surgiram tanta gente, uma estrada ruim, muito barro, muitos moradores dá área ainda utilizam animais para se locomoverem. Porém muitos também já possuem seu carro.
Vamos direto ao que me chamou atenção. As igrejas que se reúnem nos centros urbanos, os seus encontros e temas, sempre voltados a oba, oba. Culto da vitória, culto dos empresários, culto de cura, palestra como ser bem sucedido na vida, mini isso, mini aquilo, culto com o caçador de enfermidades, noite do fogo. O que é isso? Bem disse Paulo, "vossas reuniões fazem mais mal do que bem"
Uma igreja numa área rural com casas tão distantes umas das outras, sem iluminação pública, com tanta coisa ainda para conquistar, vivendo o evangelho tal como Cristo comissionou, vivendo para perder sua vida e não salvá-la. Focados em gerar vidas e não finanças, cultos Cristocentricos. Quando cheguei encontrei ali uma igreja de joelho dobrados, aguardando o palestrante dá noite.
Ministrei a eles João 6.26-27 "Não sejas seguidores de pães e peixes"
Incentivando a trazer vidas a Cristo por Cristo e nada mais.
O meu apelo as igrejas das áreas urbanas é, voltem a ser igreja, fujam das técnicas de crescimento em massa, gerem vidas e não gado. Sejam corpo e não apenas uma organização. Fluam Cristo é apenas Ele em vossos cultos. Deem a igreja Cristo, é tudo que ela precisa. Evangelho não é salvar-se, mas perder para que outros sejam salvos. "Quem quiser salvar sua vida, perde-la-á" disse Jesus.

Pr. Neemias Fagundes

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Não subestime!

Pastores nunca subestime uma ovelha; está na frente não nos faz melhores do que elas apenas mais responsáveis. Existem entre elas, pessoas com mais potenciais do que nós, apenas estamos seguindo uma vocação na qual fomos chamados. Ninguém é insubstituível e ninguém fica para sempre.
Todo Saul tem um Davi, todo Elias um Elizeu e todo Moisés um Josué e por aí vai.
Não fomos chamados para concluir um projeto, fomos chamados para servir ao Reino e deixar que Deus complete seu propósito mais importante, que é sua obra em nós. "Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,"
Efésios 4:13. 
Uns plantam, a seguir outros regam e e tudo em nós vai crescendo com a graça de Deus. "Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento." 1 Coríntios 3:6

"Não preciso que você me ame!"

Quem deixa igreja porque ela "não tem nada para oferecer" é porque nunca entendeu que cristianismo é: Eu que ofereço minha vida em prol do outro.
Gente carente nunca teve um encontro de fato com a Graça. São problemáticas, egoístas, contenciosas. Por outro lado gente que se doa conheceu a fonte da vida que jorra para eternidade. Esse nunca mais terá sede, não importa quem ele seja dentro do Reino de Deus, o que importa para ele é ser do Reino.

Parafraseando Pr. Paulo Borges

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

O que você espera do Cristianismo?

video
Se você busca no Cristianismo apenas uma forma de se dá bem, então cai fora, você não entendeu nada da fé.

Meus blogs prediletos

Loading...