Translate

sábado, 21 de dezembro de 2013

Pregadores sem Unção

Vivemos a época do intelectualismo ressequido nos púlpitos de nossas igrejas.


Onde a ignorância espiritual tem sido uma constante no meio do povo de Deus. Não há discernimento, não há oração, não há vigor, apenas destruição e corrupção ministerial dia após dia. 
Como disse ao povo ontem: (20/12/13) “Ignorância destrói”


Você ora? Tua família ora? Sua igreja ora?

Colecionadores de pérolas intelectuais, que nada possuem do Espírito Santo, pois não buscam a glória de Deus e sim a dos homens.

Não se mede o desempenho ministerial em 30 minutos ou uma hora de preleção, mas em uma vida nos aposentos da oração. Como dizia o arauto de Deus do século 20 Leonard Ravenhill “Me diga o quanto e como ele ora e direi o quão grande ele é”

Você ora? Tua família ora? Sua igreja ora?

Ninguém precisa ser espiritual para pregar, isto é, a preparação e pregação de um sermão perfeito segundo as regras da homilética e com exatidão exegética, não requer espiritualidade. Qualquer um que possua boa memória, vasto conhecimento, forte personalidade, vontade, autoconfiança e uma boa biblioteca pode pregar em qualquer púlpito hoje em dia. E uma pregação dessas pode sensibilizar as pessoas, mas a oração move o coração de Deus. A pregação toca o que é temporal, a oração o que é eterno. O púlpito pode ser uma vitrine onde expomos nossos talentos, o aposento da oração, pelo contrário, desestimula toda a vaidade pessoal. [1]

Os pregadores que deviam estar “pescando homens” parecem estar pescando mais é o elogio deles. Os que costumavam espalhar a semente, agora estão colecionando pérolas intelectuais. (Imagine só, semear pérolas num campo!)[2]

Você ora? Tua família ora? Sua igreja ora?

Adquire à unção, se não os altares vazios de nossas igrejas serão exemplos vivos de nosso intelectualismo ressequidos.

“Todo declínio espiritual começa com a negligência da oração. Nenhum coração pode desenvolver-se bem sem muita comunhão intima com Deus, não existe nada que possa compensar a falta dela” Berridge

Unção não se adquire em alguns minutos antes do sermão, mas em uma vida de constante comunhão com Deus.

Você ora? Tua família ora? Sua igreja ora?

Estamos vendo a construção de impérios pessoais em nome de JESUS. Homens vazios do Espírito Santo, sermões vazios, púlpitos vazios formando igrejas vazias de Deus.


Qualquer mensagem formada na mente falará apenas a mente de homens, mas a mensagem que é forjada no coração falará aos corações.

Os pastores deveriam perguntar ao candidato ao ministério quanto tempo ele ora por dia! Com certeza absoluta seria enorme o numero dos reprovados e não é de se admirar que muitos pastores também não oram.

Hoje vemos muitos dos nossos jovens correrem para aprender a pregar, pois o púlpito tornou-se uma vitrine para exibir os talentos, mas não os vemos fazer como os discípulos disseram a Jesus: "Senhor ensina-nos a orar!"Lc.11

Sabe por que isto não acontece em nossos dias? Porque não há exemplo suficiente de homens abnegados que oram como Jesus orava. Homens que renunciam a fama, poder e sucesso para mostrar a grandeza da humildade e vida de serviço a Deus. Íntimos de Deus!

Você ora? Tua família ora? Sua igreja ora?

Dê-me algum minuto próximo a alguém que ora e direi se ele é um homem de oração. Há muita falácia na oração, muitos adjetivos, porém nenhum conhecimento de quem é Deus. Não há intimidade, não há poder, não há transformação de vidas. 

“Precisamos orar não até Deus nos ouvir, mas até que consigamos ouvir Deus.” Desconhecido

Você ora? Tua família ora? Sua igreja ora?

Neste tempo de ambição por poder, dinheiro, fama, sucesso, não há espaço para reunião de oração, não há joelhos que sangram, não há sede por Deus como nos tempos de nossos irmãos de Atos e nosso mestre Jesus.

Você ora? Tua família ora? Sua igreja ora?

A batalha do pregador não começa no púlpito da igreja, mas sim, inicia e é vitoriosa no aposento da oração.

Você ora? Tua família ora? Sua igreja ora?

Quando vier o filho do homem achará ainda uma igreja que ora? Lc.18.1-8

Vamos orar?

Pr. Neemias Fagundes






[1] RAVENHILL LEONARD- Por que Tarda o Pleno Avivamento- Pag.11


[2] RAVENHILL LEONARD- Por que Tarda o Pleno Avivamento- Pag.12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meus blogs prediletos

Loading...