Translate

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Uma geração de mente vazia


Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada.

O texto acima faz parte de um contexto muito forte. Cristo está falando para a geração do seu tempo, mas serve muito para a nossa geração.
Este texto é usado por muitos para falar de exorcismo, mas nada tem haver com isto. O texto analisando todo o seu conteúdo, pois todos sabem que é assim que se interpreta um texto, com o seu contexto.


Vamos analisar versículo por versículo a partir do verso 38. "Então alguns dos escribas e dos fariseus tomaram a palavra, dizendo: Mestre, quiséramos ver da tua parte algum sinal."


Os escribas não seguiam a Cristo como os demais, eram com muitos de nós, expectadores. Seguiam a ele apenas em busca do que era objetivo, sinais, prodígios, porém não tinham se quer uma postura cognitiva, sua visão de mundo era de fora para dentro e não de dentro para fora. 

Uma consciência de ser, uma razão de vida, uma compreensão do "por quê estou aqui?" faltava-lhes uma leitura mais subjetiva e não apenas objetiva. Porém eram apenas caçadores de milagres, de extraordinário, místicos, exóticos, sincréticos. Fazem o que sabem sem saber porque faz, são seguidores de multidões, foram capazes de ver a Cristo, mas não conseguiram enxergá-lo.

Quantos de nos não estamos nos comportando assim? Nosso relacionamento com Cristo é condicionado a sinais, fazemos prova dEle quase todo o tempo de maneira inconsciente. Suas palavras e obra realizadas por nós através de sua entrega na cruz não bastam, para estarmos convencidos do seu amor, de sua fidelidade, da sua promessa de está conosco todos os dias. Como Gideão questionamos: "Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o Senhor é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o Senhor subir do Egito? Porém agora o Senhor nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas.Juízes 6:13

Continuemos: 39-40 "Mas ele lhes respondeu, e disse: Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém, não se lhe dará outro sinal senão o sinal do profeta Jonas;
Pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra."

Veja como Ele descreve está geração: "má e adúltera" a malignidade desta geração é tanta, que não consegue enxergar Cristo além de suas expectativas. Uma geração em busca de si mesma e não da verdade. Uma geração adúltera que se relaciona com todo o tipo de doutrina, uma geração sincrética, uma geração que não tem um relacionamento único com Deus, mas que vivem flertando com a carne, com seus ídolos e seus desejos perversos. 
Diante da misericórdia de Deus, ela dará esta geração o sinal de quem Ele é, não haverá um sinal mais forte do que sua vitória sobre o maior inimigo do homem. "A morte"

"Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo."1 Coríntios 15:55-57

Agora analise o verso 41 do texto principal: "Entretanto essa geração como a nossa não saberá aproveitar este grande momento. "Os ninivitas ressurgirão no juízo com esta geração, e a condenarão, porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis que está aqui quem é maior do que Jonas." 

Se você ainda não leu, te convido a  ler o livro de Jonas, são apenas 4 pequenos capítulos. Este povo chegou ao extremo em seus pecados e Deus em sua infinita misericórdia enviou o profeta Jonas para lhes dá um ultimato de destruição que viria sobre eles, por causa dos seus muitos pecados. Porém este povo se arrependeu, decretou um jejum geral esperando assim a misericórdia de um Deus que eles não conheciam, porém temeram profundamente ao ouvir sua sentença. O que levou Deus a usar de misericórdia com eles.
Porém qual é a advertência de Cristo neste texto? Esta claro que os Ninivitas diferentes de nós, por muito menos, se arrependeram dos seus pecados e se voltaram para Deus. Porém o que os escribas, fariseus e muitos de nós não enxergamos, é que está aqui entre nós, quem é maior do Jonas, e qual é a nossa atitude diante de tão grande revelação? Indiferença, arrogância, picuinhas, brigas por poder, vaidades, busca de títulos e mais títulos, falsidade e etc.

Veja mais do verso 42. "A rainha do sul se levantará no dia do juízo com esta geração, e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E eis que está aqui quem é maior do que Salomão." Mateus 12:42

Para quem conhece a história de Salomão sabe que foi uma referência em sabedoria, e como isso trouxe no seu tempo uma profunda admiração das nações, tal como a rainha de Sabá que veio ver de perto este rei e conhecer o seu modo de governo. Porém Jesus revela a todos nós como "O tesouro da sabedoria", que caminha por entre seu povo demostrando seus conhecimentos, que nos trazem grandes e magnificas revelações de sua grandeza. Porém qual é a nossa reação diante de tão grande revelação? Eis aqui quem é mais sábio do que Salomão, porém não vemos uma manifestação admiradora de quem Ele é tal como vimos na rainha de Sabá. Por que? Porque não buscamos nEle conhecimento, mas apenas pão e esquecemos o que Ele nos disse: "Quem nem só de pão viverá o homem" Mateus 4.4

Lamentável saber que nós e aquela geração do tempo de Cristo, somos as mais privilegiadas das gerações, pois além de termos a Cristo, temos também hoje o seu Espírito que nos "convence do pecado, da justiça e do juízo" João 16.8 


Os versos finais de nossa reflexão 43-45 dizem: "E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra. Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada. Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e são os últimos atos desse homem piores do que os primeiros. Assim acontecerá também a esta geração má." 

E aqui finalizo dizendo sobre a nossa geração, uma geração sem conteúdo, uma geração de mente vazia, uma geração que segue a Cristo apenas pelo objetivo e não pelo subjetivo. Uma geração que com o passar do tempo, está cada vez mais distante da verdade e se apega a toda novidade que lhes é apresentada. Uma geração que seu último estado é pior, pois antes era apenas uma ignorante da verdade, mas agora se comporta com dureza de coração. Ora fôssemos ignorante, pois a misericórdia do Senhor seria grande para com esses. Porém somos sabedores da verdade e quanto mais a conhecemos maior será nossa responsabilidade. 

"Mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será castigado. E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá." 
Lucas 12:48


"E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada. Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e são os últimos atos desse homem piores do que os primeiros. Assim acontecerá também a esta geração má."  O que Cristo está nos alertando é que a geração deste tempo, uma geração ingrata e de mente vazia, seu ultimo estado será pior do que antes de conhece-lo. Será uma geração de gente mercenária, avarento, cheios de esquemas, adúlteros, traidores, amantes de si mesmo, amantes do dinheiro, perversos, beberrões e etc. Uma geração que vai se sujar mais ainda com seus pecados.

Disse-me ainda: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo. Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, santifique-se ainda.
Apocalipse 22:10,11

Arrependam-se e voltem-se para Deus que é pronto em perdoar. " Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade para todos os que te invocam." Salmos 86:5

Pr. Neemias Fagundes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meus blogs prediletos